Navegue
29
jan
2013

10 dicas para deixar o dia ruim pra trás #memedejaneiro


 

O tema da semana do #memedejaneiro é “O meu jeito de salvar um dia ruim”. As receitinhas são pontuais, dependem do jeito, do dia, do mal estar. Vejam o que acham:

  • Dar uma volta a pé. Amo. Endorfina é vida e luz. Pra escrever, ver gente, ficar mais animada. Caminhar serve pra tudo.
  • Ouvir música. Sou viciada, confesso. Escuto música o tempo todo. Seja a minha estação no Rdio, os podcasts do querido Maestro Billy, algumas canções soltas, rádio… sempre me embalam e fazem respirar melhor.
  • Arrumar. Sim, sim, sim. Se fico muito confusa, arrumar gavetas, armários ou arquivos ajuda muito.
  • Comer. Muitas vezes o mal estar é hipoglicemia mesmo, porque eu continuo com a mania de esquecer de comer… 😀
  • Ligar para amig@s querid@s: nada como uma boa conversa para aliviar o peito, rir e ter notícias. Telefone, Skype e encontros em volta de um café são sensacionais.

Online

Sim, tenho truques para ficar bem quando estou na frente do computador.

  • Instagram ou Flickr – olhar fotos bonitas alivia e ajuda a sorrir.
  • Twitter – acontecimentos, notícias, blogs, bobagem. Tem de tudo, do jeito anárquico que eu gosto. É o lugar pra descomprimir o cérebro, rir e reencontrar o centro.
  • Jogar. Sim, sim, sim. Seja uma partida (nunca é uma só) de buraco fechado ou um jogo escolhido a dedo, jogar distrai, limpa a cabeça e faz a procrastinação ficar mais interessante. 😉
  • Minhas séries preferidas. Se nada funcionar e a produtividade não aparecer depois de muito jogo e trabalho suado, ok, eu desisto e coloco as séries em dia.

Se nada funcionar – às vezes acontece – mais uma receita: um dia novinho em folha. Ele sempre vem.

Foto: Daniel Kulinski via Compfight


Also published on Medium.

Postado por:
Categorias:
web/blogosfera

Procurar

Canais

Novidades por e-mail

Se quiser receber as atualizações por e-mail, deixe seu endereço aí embaixo...

@lufreitas

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons — Tema LadybugBrasil desenvolvido por André Bets e Fabio Lobo