Navegue
09
dez
2012

De volta ao blog moleque, brejeiro e bacana #memededezembro

BlogCamp SP - Luli Radfahrer

Luli num dos nossos encontros. Sim, mestre também bloga 😀

 

O Meme de Dezembro (#memededez no Twitter) é uma brincadeira que a Lili Bollero propôs no LuluzinhaCamp e já está em plena atividade. Ontem começou a segunda semana… nós criamos uma planilha de temas e estamos indo (quer entrar? Aqui: http://bit.ly/12gaCLl) . Semana passada foram mais de 45 posts sobre temas diversos – Natal rulez e eu não gosto, então… não escrevi.

A história de hoje tem a ver com a gente, com as nossas brincadeiras e hábitos: blog moleque. Aquele que ainda coloca links aos montes, faz referências, brinca, fala o que quer, enfia o pé na jaca. Sinto falta dos nossos “Os melhores blogs de…”; das gracinhas.

Foi dos blogs moleques que nasceu, por exemplo, o Tecnoblog – que é filhote de um molecão mais que competente, o Thiago Mobilon, e junta uma montanha de amigos queridos.

Mas nem tudo é grandeza e milhões de leitores/page views/whatever. A grande graça dos blogs moleques – brejeiros (pras moças) é que a gente se diverte. E os blogueiros ficaram muito menos divertidos com a “profissionalização”. É neles que a gente descobre novidades “iluminantes” que mudam as nossas vidas. Ou cartas abertas que causam uma discussão bacana.

Blogs brejeiros servem de registro para nossos sonhos, gostos, pensamentos, jeitos de viver. E mostram o que temos de melhor– longe daquela timeline sinistra do Facebook.

Um lugar para se encantar e se maravilhar com a diversidade.

Exemplos recentes e queridos:

Sim, molecagem pode ser séria. O bacana é falar o que deseja, se expressar, encontrar pessoas e criar conversas. Vocês lembram das discussões longas que tivemos nos muitos BlogCamps??? Pois eu descobri que teremos, fim de semana que vem, um BlogCamp no Complexo do Alemão, no Rio! Pena que eu chego quando estiver no finzinho.

O meme de dezembro também é isso: uma proposta para voltarmos a ser os jovens que fomos há poucos anos, escrever pela graça, conversar com os nossos comentaristas/leitores, espernear pelos nossos direitos ou desejos.

Porque a gente pode viver de publicidade, mas a alma precisa de outras coisas. 😉

foto: Barbara Dieu via Compfight (saudades docê, Bee…)

Foto do destaque: Gabi Butcher

Postado por:
Categorias:
web/blogosfera

Procurar

Canais

Novidades por e-mail

Se quiser receber as atualizações por e-mail, deixe seu endereço aí embaixo...

@lufreitas

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons — Tema LadybugBrasil desenvolvido por André Bets e Fabio Lobo