Navegue
09
ago
2008

Freecycle – consumo responsável na veia

Freecycle não é para dar aos pobres ou necessitados.
Não é ganhar tantas coisas grátis quanto você possa
Não é ganhar coisas para fazer lucro depois
Não é para nos livrarmos de entulho que estaria melhor no aterro sanitário.
Não é uma lista de desejos para itens caros e esperar por uma fada madrinha que te ofereça o melhor presente de todos

Freecycle significa manter objetos em bom estado fora dos aterros sanitários. (No Brasil, eu completo: fora dos rios, calçadas, ruas e praças)
É sobre doar algo que não tem mais sentido na sua vida para alguém que pode usar por mais um tempo.
É dar presentes para pessoas enquanto organiza o seu canto
É fundar, construir e sustentar uma comunidade consciente sobre o meio ambiente.
(livremente traduzido de um dos e-mails que recebi)

Descobri a existência deste grupo através da Roberta Zouain, na webees. Junto veio um texto que saiu na Folha. Entrei (porque é a cara do Ecoblogs, não é?) e fiquei preocupadíssima.

gota d'águaA etiqueta

Na matéria que saiu na Folha, ninguém lembrou de contar que grupos online obedecem a algumas regras de etiqueta. O resultado: uma verdadeira enxurrada de e-mails (o grupo inchou absurdamente, o que é ótimo) absolutamente fora do padrão. Pessoalmente, eu tive a sensação que seria de ótimo tom o pessoal aqui do grupo de São Paulo traduzir as três primeiras mensagens enviadas – já que a gente sabe que o povo aqui, grosso modo, não sabe inglês. Depois lembrei de um outro grupo do qual participo, em que é regra as pessoas entrarem como se estivessem em seus próprios quartos e relevei…
Foram quatro e-mails automáticos quando me cadastrei. Só o ultimo em português. Os outros, muito interessantes, foram resumidos no e-mail de nosso precioso moderador. Senti falta, principalmente, do alerta em inglês sobre a entrega/retirada de um item.

Tradução livre de Lucia Freitas:
Os participantes usam a REDE FREECYCLE por sua própria conta e risco. Tome medidas razoáveis para garantir sua segurança e proteger sua privacidade quando postar ou participar de uma troca. Ao participar do grupo, você concorda que nem os proprietários nem os moderadores desta lista, nem seus participantes são responsáveis ou confiáveis por qualquer ocorrência que aconteça através de uma operação que surgiu na lista.

Segurança. Seja consciente! Cada membro dos grupos Freecycle devem notar que existe um risco potencial de ter um “estranho” na porta de sua casa para retirar o que você está doando. O Freecycle e os seus participantes, bem como os servidores das listas, não têm qualquer responsabilidade sobre isso.

É sábio/aconselhável combinar a entrega em lugares públicos (cafés, livrarias, shoppings); ou se você fornecer seu endereço, deixá-lo na portaria sem mencionar se estará ou não em casa. Se você, por exemplo, é uma mulher solteira e mora sozinha, pode preferir encontrar-se no seu lugar de trabalho ou ter alguém em casa na hora combinada, para não dar pistas de sua intimidade.

Outra definição que faz falta: qual e o objetivo desta comunidade.

Oferta: você está dando um presente e pode oferecê-lo a quem desejar. Se colocou um item em oferta, tem 24horas para resolver para quem o doará. Escolha quem preferir.
Receber: quando você faz um pedido, está pedindo um presente. Há a possibilidade de ninguém na lista responder. Pode ser que alguém tenha o que você deseja. No entanto cabe a ele decidir a quem dar – e não importa condição social, situação econômica ou ordem de chegada do pedido.

Bom, depois de duas críticas ao grupo no Brasil (vou mandar as traduções para o moderador, prometo) uma coisa linda de morrer:

7) PODEMOS USAR O FREECYCLE PARA ENCONTRAR NOVOS DONOS PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO? Sim, se ele for registrado e você estiver cuidando dele com carinho. Entretanto, postagens referentes a animais de estimação para fins de procriação não são permitidas nos grupos Freecycle.

Sim, sim, eu me incomodo com esta história dos animais domésticos. Eles sofrem tanto, tanto, tanto nas ruas que eu nem vou entrar nesse assunto.

No Brasil existem grupos em diversas cidades brasileiras, clique aqui para ver se já existe na sua. Quer fazer um na sua cidade? Entra lá no site que tem receitinha (mas tem que saber inglês).
Entrei há uma semana. E devo concluir a minha primeira doação em breve – resolvi fazer um presente para uma moça.

Update: Já existem novos grupos Freecycle no Brasil: Campinas, Joinville, São Carlos, Santos, Florianópolis, Pelotas, Belo Horizonte, Joinville, São Carlos. Sua cidade ainda não tem? Crie!

A história do Freecycle

No dia 1° de maio de 2003, Deron Beal mandou o primeiro e-mail anunciando a Rede Freecycle ™ para 30 ou 40 amigos e algumas organizações em Tucson, Arizona. Quando fundou o Freecycle, ele trabalhava na RISE, uma pequena ONG que promovia reciclagem para os negócios no centro da cidade e empregos temporários para os tucsonianos que deles precisavam.
Em vez de jogar no lixo itens em bom estado, a equipe era obrigada a telefonar e até mesmo ir a outras ONGs em busca de quem precisava de um determinado item. Imaginando que havia um jeito mais fácil, Beal criou o primeiro grupo Freecycle de forma a permitir que todos em Tucson pudessem dar e receber.
O conceito já se espalhou e hoje está em mais de 75 países, onde milhares de grupos locais têm milhões de participantes. O resultado é que evitamos de mandar para os aterros mais de 300 toneladas. Isso significa quatro vezes a altura do Everest – no ano passado apenas.
Ao dar coisas que não precisam mais sem qualquer exigência, os participantes da rede não só exercitam a sua generosidade, mas reforçam seus laços comunitários e promovem sustentabilidade e reuso. Pessoas de todos os tipos transformam lixo em tesouro.
Como Freecycle Network é uma marca registrada, não usei a imagem do grupo, lindinha.

Imagem: Molecules, do flickr do [email protected]; Macro water drop by Hypergurl

Post editado e atualizado em abril de 2016. 

Postado por:
Categorias:
ecologia, Rede Ecoblogs

Procurar

Canais

Novidades por e-mail

Se quiser receber as atualizações por e-mail, deixe seu endereço aí embaixo...

@lufreitas

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons — Tema LadybugBrasil desenvolvido por André Bets e Fabio Lobo